Hábitos de consumo & Aterro sanitário

Você sabia que o tipo de destinação dos resíduos do seu município tem relação direta com seu hábito de consumo?

O aterro sanitário é o local que recebe de forma adequada o lixo que é produzido pela população de maneira a evitar a poluição do meio ambiente. Em teoria, o aterro sanitário deveria receber os resíduos já separados na fonte, nada mais é que, na sua casa. Entretanto boa parte da população desconhece a importância dessa separação.

Os resíduos da cozinha, como restos de alimentos degradáveis são considerados resíduo orgânico e o tratamento pode ser dado por meio da compostagem ou pela biodegradação.

Os resíduos recicláveis, como vidro, plástico, papel, metal, entre outros, devem ser destinados para as cooperativas de reciclagem responsáveis pela “coleta seletiva”. Nesse local é feita a separação dos tipos de materiais de acordo com a sua composição, e então, é transformado em nova matéria prima. Essa coleta seletiva além de preservar o meio ambiente, gera renda e diminui a utilização de novos recursos.

Já os resíduos que não há possibilidades de reaproveitamento ou reciclagem, são considerados rejeitos, são eles: lixo do banheiro, embalagens plásticas sujas, bitucas de cigarro, materiais adesivos, guardanapos e toalhas de papel sujos. Nesse caso, os rejeitos possuem como única alternativa possível, a destinação em aterros sanitários.

Quando os resíduos não são separados adequadamente em nossas casas, o coletor da rede pública irá destinar todos resíduos para um único local: o aterro sanitário. Essa atitude contribui para a diminuição da vida útil do aterro sanitário que foi programado para receber os resíduos da população em uma quantidade ao longo de 10 anos. Quando o aterro esgota sua capacidade, é preciso fechá-lo e providenciar medidas para diminuir os impactos ambientais. Além disso, outra área deverá ser providenciada para a destinação dos resíduos. Daí a importância de se desenvolver uma consciência sustentável.

Andreliza Del Grossi

Bióloga, Eng. Civil e mestre em Saneamento

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp